imagens

Páginas

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Quer trocar sua TV?

Quem é do tempo de Copas passadas, vai se lembrar dos técnicos Lazaroni, Telê Santana e mesmo o Parreira, fazendo comercial da Mitsubishi, que tinham, segundo o comercial, garantia até a próxima copa.



Estas eram o que tinham de melhor na época!


Então você quer trocar de geladeira e ter aquela hiper mega tv na sala? Mas não tem o dinheiro para pagar à vista, né? Igualzinho a maioria, não é mesmo?
Pois bem, o que você e muitos outros fazem?
Lá vai cartão de crédito ou o carnê , né?

Você faz uma pesquisa, e não olha o valor total, olha o valor das parcelas.
Záz....., se cabe no salário, oba,oba.... vamos lá "tirar" na loja, uma tv novinha, novinha!

Olha só aí em baixo uma comparação da um modelo de tv top nos dias atuais.(pelo menos aqui no Brasil)


Lojas
Produto
A

            B

        C



Smart TV LD 48” Samsung
$ 2999,00
13x $299,90
$ 3748,00
10 x $374,80
$3269,00
12x $307,90

Pelo critério da do menos valor das parcelas, seria a Loja A.
É assim que a maioria dos assalariados escolhem , aqui no Brasil.
O argumento preferido é: " Só assim mesmo para pobre ter alguma coisa boa!", isto é, assalariados só conseguiram algo "bom" se for adquirido em "suaves e longas prestações"!

A opção da Loja A, paga-se um valor total, ao fim de treze meses, R$ 3898,70, ou seja, uma valor mais alto do que as TVs do mesmo modelo, oferecidas pelas lojas B e C,

Isso acontece sempre.

Mas por que o inverso não é cogitado?
Porque  paga-se pelo preço da pressa em obter algo,

O inverso nunca é cogitado.

Se eu quisesse hoje trocar minha TV ou geladeira eu faria da seguinte maneira:

Verificaria o tempo de uso e o estado da minha TV atual. Se verificar que ela está a caminho do ferro velho em alguns meses, eu escolho um modelo que quero.

Se for a do modelo acima, na comparação, eu pego o valor médio das parcelas da minha pesquisa, e aplico o valor em uma poupança ou um fundo de investimento pelo tempo pré determinado para a aquisição, isto é, seis meses, oito meses ou dez meses.

No exemplo acima, eu aplicaria por dez meses o valor de R$ 327,53. 
Ao final do período, eu iria atá uma loja que, cujo valor do modelo fosse o menor, pagaria a vista e ainda sobraria dinheiro, pois a aplicação não foi pelo valor original, e sim pelo valor das parcelas, que já vem com acréscimo.

Isto é poupança com propósito, Ou poupança com verba destinada, ou seja, é "imexível", segundo Rogério Magri.

Da mesma maneira, eu faço quando desejo comprar algo novo, com custo mais alto, cujo valor não posso pagar a vista no momento que desejei.

Olha só, eu disse 'desejei'. Até posso estar necessitando de algo num determinado momento em que não posso comprá-lo. No entanto, tal coisa, entra na minha lista de desejos até que eu possa adquiri-lo.

Experimente mudar a forma de fazer compras e liberte-se dos carnês e faturas altas no cartão de crédito.